MHN

Na era digital, ir ao museu até parece ser coisa do passado ou programa de “gente velha”, mas será que é? Com o desenvolvimento tecnológico, o uso da internet e a criação de um mundo inteiro digital que, de certa forma, imita a realidade e te dá uma variedade imensa de informações sem precisar sair de casa, será que alguém ainda quer viajar pelo passado através de fósseis e outros elementos que um museu oferece? O Museu de História Natural Casa Dom Aquino é um patrimônio histórico de 177 anos localizado em Cuiabá, que conta a pré-história de Mato Grosso por meio de fósseis e artefatos arqueológicos e vem mostrar que os museus ainda fazem parte do cotidiano da população.
Os museus têm um importante papel para a sociedade. Eles são capazes de informar e educar através de exposições, oficinas, atividades recreativas e até mesmo usando os meios digitais como vídeos e outras opções interativas. São espaços ideais para despertar a curiosidade, estimular a reflexão e o debate, e criar uma conexão entre passado, presente e futuro.

Em 2019, o Museu de História Natural Casa Dom Aquino recebeu 3.654 estudantes vindos de 94 instituições de Ensino, de diversas cidades de Mato Grosso como Cuiabá, Várzea Grande, Chapada dos Guimarães, Rosário Oeste, Campo Novo dos Parecis, Araputanga, Diamantino e Rondonópolis, além de estudantes dos municípios de Colorado do Oeste e Vilhena.

Para a arqueóloga e presidente do Instituto Ecossistemas e Populações Tradicionais (ECOSS) – que faz o gerenciamento do museu, Suzana Hirooka, o Museu de História Natural Casa Dom Aquino tem caído na preferência das pessoas, em especial da comunidade escolar, pois é uma atividade extra classe que tem contribuído muito para a fixação de conteúdos didáticos como dinossauros, evolução, biologia e meio ambiente, e os professores já colocam dentro das suas atividades anuais essa visita, auxiliando para a formação dos alunos.

O museu também recebeu a visita de 1.953 turistas de Cuiabá e municípios do interior de Mato Grosso, Maceió (AL), Porto Velho (RO), Recife (PE), Salvador (BA), Dourados (MS), João Pessoa (PB), São Paulo (SP), Goiânia (GO), Brasília (DF), além de visitantes norte-americanos e canadenses, totalizando 5.607 pessoas durante todo o ano, tendo um aumento de 102% em relação ao ano de 2018 em que recebeu 2.778 visitantes.

Como podemos ver, o Museu de História Natural Casa Dom Aquino está proporcionando a seus visitantes momentos de aprendizagem, cultura e lazer. E para 2020, o museu já está preparando grandes eventos como o Encontro Indígena, a Primavera dos Museus, oficinas e visitas escolares guiadas que podem ser agendadas pelos telefones (65) 3634-4858 e 3052-8062 ou pelo e-mail casadomaquinomuseu@gmail.com .

O Museu de História Natural Casa Dom Aquino está aberto ao público de quarta a domingo, das 8h às 18h, com ingressos a R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (meia).
Endereço: Avenida Beira Rio, nº 2000, bairro Dom Aquino, Cuiabá.

Radharani Kuhn – Assessora de Imprensa 

Matéria publicada em janeiro de 2020

O Museu de História Natural Casa Dom Aquino oferece, entre os dias 15 e 18 de janeiro, as oficinais de Papietagem – Máscaras Indígenas Waura, Stencil, Escultura em Argila, Tintas da Natureza e Rosa dos Ventos. O investimento por oficina é de R$ 50,00, para 3 horas de atividades. Crianças de 6 a 12 anos podem participar.

Inscrições pelo link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScAb2OyOj8c9pWmgozjIFR27zCHq5Xutz4dxQbpMEhCCycY8g/viewform

Conheça mais sobre cada uma das oficinas:


Oficina de Papietagem – Máscaras Indígenas Waura 


A papietagem consiste na aplicação de diversas camadas sobrepostas de jornal e revistas que, coladas sobre uma base, que depois de seca, forma uma estrutura firme. Por meio desta técnica, as crianças poderão reproduzir Máscaras Waura, com reutilização de materiais recicláveis, para sensibilizar sobre a importância
da cultura indígena e despertar a consciência ambiental, para, posteriormente, receber pinturas manuais.

Oficina de Stencil – camisetas ou mural 


É uma técnica utilizada atualmente nas artes urbanas, muito apreciada pelos jovens. É também ferramenta de criação para estamparia em roupas e objetos de decoração. Nesta atividade, as crianças criarão seus desenhos, moldes vazados e confeccionarão estampas em suas próprias camisetas, o mesmo nos muros do
museu, utilizando motivos relacionados com a temática deste espaço cultural, como contornos de fósseis, silhuetas de dinossauros, pinturas e máscaras indígenas, dentre outros.

Oficina de Escultura em Argila – dinossauros e artefatos indígenas

A escultura é uma das formas de expressão mais antigas da humanidade. Sua prática estimula a percepção estética tridimensional. O contato com a argila possibilita a sensibilidade e a criatividade. Nesta oficina, as crianças conhecerão algumas esculturas de dinossauros e artefatos indígenas (bonecas karajás, potes e outros) e farão experiências, com suas próprias mãos.

Tintas da Natureza

As crianças irão aprender a utilizar pigmentos naturais com aglutinantes e fixadores naturais, atóxicos e de fácil manuseio, como sal, cola, farinha de trigo e quiabo. Os substratos naturais que oferecerão as cores às tintas naturais são variados: cascas de cebola roxa, chá mate, colorau, areia, entre outros. Contaremos com momentos expositivos sobre concepção de pigmentos naturais e artificiais, confecção de pigmentos naturais e teste dos pigmentos sobre papel sulfite.

Rosa dos Ventos 

Pistas de orientação, noções básicas de orientação por bússola, pontos cardeais e confecção de bússola caseira.

Outras informações: casadomaquinomuseu@gmail.com ou (65) 3634-4858/3052-8062.

Radharani Kuhn – Assessora de imprensa

Matéria publicada em janeiro de 2020

Neste sábado, 7 de dezembro, o Museu de Historia Natural Casa Dom Aquino, comemora 13 anos de existência. A Casa colonial que abriga coleções científicas foi construída em 1842 e em 1848 nela nasceu Joaquim Murtinho, uma das ilustres figuras da história do estado, que durante o final do século XIX e início do século XX, exerceu o cargo de Senador por três mandatos e também chegou a ser Ministro da Fazenda, além de ser um grande empresário.

Filho de José Antônio Murtinho e Dona Rosa Murtinho, o cuiabano Joaquim Duarte Murtinho, Iniciou seus estudos no Seminário da Conceição e aos 16 anos ingressou na célebre Escola Central de Engenharia e em sequência se formou em Medicina, tornando o precursor da Homeopatia no Brasil.

Joaquim Murtinho era também um dos grandes empresários da época, sendo um dos 3 donos da empresa Erva Mate Laranjeira (Atuou na exploração de erva-mate no sul do Mato Grosso). Ao comando de Joaquim Murtinho, dispondo de grande número de colaboradores em Mato Grosso, foi montado o posto de comando na antiga fazenda “Três Barras”, à margem esquerda do Paraguai, onde abriu o porto mais tarde denominado “Porto Murtinho”, que recebeu a sede da Companhia Mate Laranjeira, onde foi planejada e construída a primeira via-férrea do Estado, para ligar Porto Murtinho as outras regiões, com vistas ao transporte do mate. A partir desse desbravamento, intensificaram-se as concentrações urbanas de Bela Vista, Ponta Porã e outras cidades e povoações diversas.

Joaquim Murtinho fez história através de sua vida pública. Foi eleito senador por 3 mandatos, ficando desde 1890 até 1911. Durante sua legislatura chegou a ocupar a vice-presidência do Senado. Porém, seu mais importante legado foi como Ministro da Fazenda (1898-1902) no governo Campos Sales, saneando as finanças brasileiras durante sua gestão. Este ilustre cidadão mato-grossense morreu em 19 de novembro na então capital do Brasil, o Rio de Janeiro.

Neste dia 7 de dezembro fazem 171 anos de nascimento de Joaquim murtinho na casa predestinada e pública. Venha visitar o Museu de História Natural Casa Dom Aquino e conheça as coleções científicas e a história de Dom Aquino Corrêa e Joaquim Murtinho, dois ilustres cidadãos que ajudaram a construir Mato Grosso.

Horário de funcionamento: Quarta a domingo das 8h às 18h

Entrada: R$ 6,00 (inteira) R$ 3,00 (meia)

Radharani Kuhn – Assessora de Imprensa 

Matéria publicada em dezembro de 2019

No próximo dia 7 de outubro, a partir das 9h, a exposição museológica do Museu Casa Dom Aquino será reaberta ao público em evento para toda a população. O Museu ainda traz algumas novidades como a exposição permanente de Máscaras Indígenas Waurá, Café Casa Dom Aquino, Loja de Artesanatos e a inauguração da Reserva Técnica, um espaço construído recentemente para o armazenamento de peças que não estão em exposição.

O evento de reabertura apresentará aos visitantes a exposição das Máscaras Indígenas Waurá, confeccionadas durante a festa Atujuwá, um importante ritual indígena da tribo Waurá, localizada no Parque Indígena do Xingú. As máscaras foram doadas ao Museu pela Archaeo Pesquisas Arqueológicas e a exposição patrocinada pelo Grupo Terna Brasil.

A Casa Dom Aquino foi construída em 1842 na beira do rio Cuiabá e abriga desde 2006 o Museu de História Natural Casa Dom Aquino, apresentando para toda população uma exposição permanente de Arqueologia e Paleontologia. Com fósseis de animais já extintos, as peças da exposição representam a evolução biológica através das Eras geológicas e arqueológica e artefatos produzidos pelo homem desde a pré-história até os dias atuais. Os principais itens do acervo são os fósseis da preguiça e tatu gigante, dinossauros, animais marinhos e peças cerâmicas produzidas por nossos antepassados.

Com um amplo acervo distribuído entre a exposição aberta ao público e itens salvaguardados cuidadosamente na Reserva Técnica, o Museu é gerenciado pelo Instituto Ecossistemas e Populações Tradicionais (ECOSS) juntamente com a Secretaria de Cultura do Estado de Mato Grosso e tem como parceiros o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Ministério da Cultura, Grupo Terna e as Usinas Hidrelétricas (UHE) Sinop e São Manoel.  

O Museu Casa Dom Aquino está localizado na Avenida Beira Rio, nº 2000, bairro Dom Aquino, Cuiabá (MT). 

Horário de funcionamento: 

Terça a sábado: 8h às 18h – com visita guiada

Domingos: 8h às 12h – sem visita guiada.

Radharani Kuhn – Assessora de Imprensa

Matéria publicada em setembro de 2019

No mês de agosto, o Museu Casa Dom Aquino oferece nos espaços abertos do museu, a Oficina de Escultura em Madeira e a Oficina de Bananeira. As vagas são limitadas.

Oficina de Escultura em Madeira

A oficina irá ensinar técnicas básicas para esculpir madeira, além de despertar em cada aluno as habilidades para dar forma à madeira.

Oficineiro: Hermínio Nhamtumbo

Data: 17 de agosto

Horário: 9h às 12h

Investimento: R$ 50,00

Inscrições: https://docs.google.com/forms/d/1HRDGc8oTXJ5N-2oFXpTKPVFPyJQ3QurYcUG1mAQe6Lk/viewform?edit_requested=true

Oficina de Bananeira

Você já ouviu falar em Fossa de Bananeira ou Canteiro bio-séptico?

Essa tecnologia transforma os efluentes em nutrientes e trata, de forma limpa e ecológica, o esgoto gerado.

Oficineiro: João Lucas Neves – Bio Arquiteto

Data: 1ª edição 02 e 03 de agosto

           2ª edição 09 e 10 de agosto

Horário: 7h às 11h e das 13h às 17h

Investimento: R$ 150,00

Inscrições: https://docs.google.com/forms/d/1KPxUC4SwZwwURU7p51fp7LTuT_159tprZvvHltvsFxs/viewform?edit_requested=true

O Museu está localizado na Av. Beira Rio, nº 2000, Jardim Europa, Cuiabá. 

Outras informações pelo telefone: 3634-4858.

Radharani Kuhn – Assessora de Imprensa

Matéria Publicada em julho de 2019


Localizado na Avenida Beira Rio, em Cuiabá, o Museu de História Natural Casa Dom Aquino passa por reparos estruturais desde o início de junho. Por ser um imóvel tombado como Patrimônio Histórico Cultural, uma empresa especializada foi contratada para fazer as melhorias no museu, porém, por se tratar de uma obra de alto custo e necessitar de cuidados especiais de restauração, o museu busca doações financeiras, de materiais para pintura ou mão de obra para auxiliar no mutirão que será realizado em breve. 

Em 2018, o museu participou de um edital do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), órgão ligado ao Ministério da Cultura, no qual foi contemplado com um prêmio para ser utilizado em melhorias na infraestrutura, como a substituição das madeiras do telhado e ajustes na parte elétrica. O museu também recebeu do Instituto ECOSS um auxílio para a manutenção das esquadrias das portas e janelas, mas ainda falta a pintura do imóvel e reparos nas salas de exposição para finalizar a revitalização do casarão histórico. 

Para participar do mutirão ou ajudar com alguma doação financeira ou de materiais, os interessados podem entrar em contato através do telefone (65) 3634-4858 e acompanhar os trabalhos pelas redes sociais. O museu conta e precisa desse apoio para oferecer a toda população um espaço cultural mais estruturado, educador e acolhedor.

 Atualmente o museu está aberto somente para eventos ocasionais e tem a reabertura da exposição prevista para a última semana de setembro. 

O Museu 

A Casa Dom Aquino, construída em 1842 na beira do rio Cuiabá, abriga desde 2006 o Museu de História Natural Casa Dom Aquino, apresentando para toda população uma exposição permanente de Arqueologia e Paleontologia. O museu recebe visitantes locais e turistas de outros municípios, estados e países, além de visitas escolares guiadas e pré-agendadas. O local conta também com uma vasta programação cultural, que ocorre durante todo o ano nos espaços abertos. O museu é gerenciado pelo Instituto Ecossistemas e Populações Tradicionais (ECOSS) em parceria com a Secretaria de Cultura do Estado de Mato Grosso. 

O museu conta com um amplo acervo de peças, distribuídas entre a exposição aberta ao público e peças salvaguardadas cuidadosamente na Reserva Técnica. Contendo fósseis de animais já extintos, as peças da exposição representam a evolução biológica através das Eras geológicas e arqueológica e artefatos produzidos pelo homem desde a pré-história até os dias atuais. Os principais itens do acervo são os fósseis da preguiça e tatu gigante, dinossauros, animais marinhos encontrados em Chapada dos Guimarães e peças cerâmicas produzidas por nossos antepassados. O museu está localizado na Avenida Beira Rio, nº 2000, bairro Dom Aquino, Cuiabá.

Radharani Kuhn – Assessora de Imprensa

Matéria publicada em julho de 2019